Publicado em

Melhorar a imunidade através da respiração

A Respiração terapêutica, ou Breathwork, baseia-se nas técnicas mais antigas do Yoga, não apenas no Pranayama, mas também, em estados de alteração de consciência.

Com esta respiração conseguimos aceder ao nosso subconsciente e inconsciente e trabalhar para alcançar um estado de serenidade e de superação em relação a traumas de infância e, até mesmo, do nascimento.

É uma ferramenta de superação emocional para a nossa auto-cura, de reeducação e ampliação pulmonar, que auxilia a nossa capacidade respiratória.

A rápida resposta imunitária do corpo, o funcionamento cognitivo, a memória e o raciocínio, estão conectadas diretamente com a capacidade de respirar corretamente.

Nascemos a respirar, muitas vezes respiramos corretamente em crianças, mas depois perdemos essa capacidade.

A forma como nos sentamos, como dormimos, e outras posições diárias, não beneficiam a nossa respiração de forma correta, promovendo até o encurtamento da respiração.

Pensamentos de ansiedade, traumas e outros estados emocionais, causam restrições respiratórias que também devem ser trabalhadas.

Como se deve trabalhar a respiração?

Começamos por trabalhar a respiração completa, usando todas as fases da respiração. Inspirar e expirar sempre pelo nariz, começando por encher o abdómen, depois as costelas e por fim o peito. Para expirar, fazemos o movimento contrário, primeiro o peito, depois as costelas e por fim o abdómen.

É muito importante que a respiração seja feita pelo nariz, porque ao ser feita pela boca, vai promover o alojamento de bactérias que promovem a renite, a sinusite, que irá por sua vez provocar inflamação e obstrução do nariz, o que obriga a respirar mais vezes pela boca.

Para desobstruir o nariz, usamos os óleos essenciais, através de um difusor, por exemplo. Depois tentar respirar muito devagar, de forma serena, até que a respiração se estabilize e seja mais fácil respirar apenas pelo nariz e não pela boca.

A respiração completa deve ser usada como um exercício diário ate se tornar uma constante.

Utilizamos esta prática para reduzir a inflamação nas vias respiratórias, nos nossos pulmões e na zona no tronco, na zona torácica. Para melhorar o funcionamento cardíaco, baixando a frequência cardíaca e otimizamos a absorção e oxigenação, desinflama o nosso cérebro e o intestino, muito aconselhada em estados de TPM e até em depressões.

Deverá ser feita de forma regular, tornar habitual, para nestas alturas mais desafiantes já ser uma ferramenta habitual para reparar e regular a homeostase, isto é, o seu funcionamento normal.

Como praticar Breathwork?

O Breathwork é outra prática respiratória.

Trata-se de uma respiração terapêutica coordenada, em que uma sessão dura à volta de 1 hora, através da modelação da respiração, com o objetivo da superação emocional.

Promove, também, a desinflamação do corpo e otimização da capacidade respiratória, que diminui com o avançar da idade, com aumento da ansiedade e de outros estados emocionais e padrões comportamentais, que vão restringindo a capacidade respiratória e diminuindo a nossa imunidade.

Existem vários métodos para praticar o Breathwork, e a escolha do método vai depender dos objetivos.

Deve ser sempre apoiado por um terapeuta e com consistência. Iniciar, por exemplo, com sessões de 15/15 dias e depois manter 1 sessão de mês a mês. Durante o dia, apoiado em exercícios específico, fazer sozinho, alguns minutos da prática.

A consistência e o apoio são importantes para que se atinjam os resultados e os objetivos de uma forma mais rápida e duradoura.

Pode ter como objetivo melhorar a imunidade, melhorar de estados de inflamação ou doença, ou se já existe alguma doenças, pode ser usado para melhorar o bem estar e a qualidade de vida.

Tem uma grande importância na imunidade porque caso exista algum ataque ou inflamação, estará melhor preparada e reativa para reagir a este ataque.

Por si só esta prática não será suficiente para tratar patologias, mas é um excelente suporte e um grande aliado à sua resolução, porque com a oxigenação correta qualquer tratamento terá um melhor e mais rápido efeito.

Pode ser usado em conjunto com a homeopatia, por exemplo, para tratamento de rinites, asmas e até de problemas cardíacos, ao melhorar a oxigenação e recuperação da homeostase do nosso corpo.

Um excelente exemplo será aliar a prática da respiração, de alguns segundos, a um duche frio, também ele com fins terapêuticos.

Ao entrar num duche frio a sensação é muito parecido a um ataque de pânico e, quando nos é possível entrar com total serenidade, sem o corpo a tremer, num duche frio é sinal de que estamos em total domínio das funções do nosso corpo, conseguido através da respiração.

Ao praticar uma respiração consciente, aumentamos a nossa imunidade, a nossa capacidade de superação e a nossa performance diária. A respiração é essencial ao nosso bem-estar.