Publicado em Deixe um comentário

Como fazer tratamentos naturais, mesmo morando na cidade?

Tratar o teu filho de forma natural e integrativa é de extrema importância. Torna-se ainda mais importante caso vivas na cidade.

Vamos perceber porquê:

Segundo o portugal.gov.pt, mais de 60% da população portuguesa vive na cidade.

Apesar de as nossas áreas urbanas não serem das mais poluidas, ainda assim, existe um nível de poluíção acima do que é aconselhado,e do que existe nas zonas mais rurais e na periferia.

O que é que acontece às crianças que vivem na cidade?

Quer viva na cidade ou vá à escola na cidade, a criança tem normalmente mais tendência a ter doenças respiratórias e dermatológicas.

Estas doenças surgem pelo contacto direto, quer pelo respirar, quer pelo toque.

Contacto esse com a poluição, mas também, pela deficiência do microbioma e por stress.

A poluição surge dos automóveis, do trânsito intenso e, também, pelos tóxicos aplicados nas ervas do passeio, nas árvores e nas relvas dos jardins, dos parques e nas escolas.

O nosso microbioma é o conjunto de bactérias, microorganismos e vírus, também, que habitam o nosso corpo e têm o papel de nos proteger dos agressores e invasores exteriores. Esta população aumenta com o contacto com a natureza.

Quando a natureza não é suficiente e está poluída, o nosso microbioma começa a ficar desequilibrado e ficamos desprotegidos, aumentando, assim, as doenças respiratórias e as de pele.

Sabemos que a criança absorve tudo dos pais. Se estes vivem em ansiedade, frustração e stress, pelos horários a cumprir, tarefas, trabalho, trânsito, passando menos tempo em família, a criança sente e terá, também, maior dificuldade em gerir esse stress.

Quais os erros que podem deixar as crianças mais doentes, para além de viver na cidade?

  • Ir a correr para as urgências no início dos sintomas, quando a forma certa será ter em casa recursos para tratar precocemente, eliminando assim o stress da criança estar nas urgências o hospital;
  • Nestas urgências a hora de espera, o contacto com pessoas doentes, com outros vírus, muitas vezes mais fortes, será prejudicial para a criança;
  • Medicar a criança, com farmacologia, na tentativa de eliminar a doença ou baixar a febre, elimando sintomas, para poder voltar à escola e os pais poderem voltar à sua rotina mais rápido;
  • Esta tentativa de eliminar sintomas resulta em problemas de imunidade, porque na maioria das vezes a doença não fica curada e retorna;
  • Fechar a criança em casa, mantendo de longe o contacto com a natureza, que não sejam locais relvados, parques, jardins, etc.,deixando que esta tenha contacto direto com os produtos tóxicos usados em casa, por exemplo, os de limpeza;
  • Estando fechada vai sofrer com a falta de sol, que é um dos principais fatores da debilidade imunitária;
  • A falta de contacto com a natureza e com a terra, diminui o seu microbioma;
  • Quando existe um contacto com a natureza depois de estar fechada, os anticorpos são mínimos, há a tendência de adoecer.

Por isso, proteger a criança em casa, não a protege, apenas diminui a sua Imunidade Guerreira. A criança precisa da natureza para alimentar e ativar o seu sistema imunitário.

Porque devemos ter recursos naturais e tratar precocemente?

  • Com os recursos naturais deixas o sistema imunitário atuar e ainda o ajudas a entrar em ação, promovendo a rápida recuperação;
  • Eliminas a medicação convencional que traz toxicidade ao teu corpo e obriga o teu organismo, não só a lutar contra a doença, mas também a lutar contra essa toxicidade;
  • Ajuda, ainda, a limpar a própria toxicidade do meio em que vive;
  • Com os recursos naturais não sobrecarregas o sistema imunitário, dás-lhe suporte, nutres e fortaleces-o.

Doenças que nos levam até ao hospital podem ser tratadas naturalmente e de forma precoce, evitando a sua evolução.

O método Imunidade Guerreira, criado por mim, é um método de cura natural e integrativa, que conjuga muitas especialidades da medicina natural:

  • Foi construído de forma a puderes colocar em prática recursos naturais, sem necessidade de idas ao hospital, ou do apoio constante de um terapeuta.
  • Ajuda-te a ser autónoma e independente para agires assim que te apercebes que a tua criança começa a ficar doente aplicando os recursos naturais necessários para tratar precocemente.
  • Através deste método avalias o estado da criança iniciando o tratamento logo no início em que esta apresenta os sintomas.

Quando tratas de forma precoce, com recursos naturais, a doença não evolui. Não evoluir para uma bonquiolite, para uma pneumonia, entre outras, é de extrema importância, para que a imunidade da criança não diminua e a doença não retorne.

Pelo contrário, ao tratar com medicação convencional, a doença pode evoluir mais facilmente, impedem o sistema imunitário da criança atuar, tratam os sintomas e não a própria doença, fazendo com que a mesma não seja curada de forma eficaz.

Com o método Imunidade Guerreira tens:

  • Os recursos;
  • O conhecimento;
  • E a independência para tratar o teu filho, iniciar um tratamento precoce e efetivo, no qual tens total confiança, de forma a não ir a correr para as urgências e evitar complicações.

Estes recursos naturais são mais caros que a medicação convencional?

Regra geral e, usando a homeopatia, os episódios de doença são menores e, por isso, o recurso à medicação será menor também.

A medicação homeopática é, por si só, mais económica que a medicação convencional.

Existe o Kit SOS, composto por medicação homeopática, que quando comprado não passa da validade e pode ser usado de acordo com os vários episódios que a criança apresenta, para teres em casa sempre que precisas.

Temos, ainda a suplementação ou outros recursos, que se podem tornar mais dispendiosos, dependendo do estado de saúde da criança. No entanto, os por mim recomendados, têm sempre um estudo anterior sobre a melhor relação qualidade/preço.

O que sai caro é estar doente!

Como podes ter acesso a estes recursos, mesmo na cidade?

Podes não ter acesso a plantas diretamente, mas é sempre possível ter acesso a suplementos e a medicação homeopática, vendida em muitas farmácias e online.

Para além destes recursos, deves ter acesso a uma alimentação biológica, que consegues através de empresas que entregam capazes de produtos biológicos.

Deves, ainda, ter atenção ao ambiente comum, equilibrando com passeios na natureza, sem ser ajardinada. Passeios no campo, na mata, para que possas equilibrar o microbioma e a consequente imunidade da criança.

Podes, ainda reduzir a toxicidade dos detergentes tóxicos que usas em casa, dos utensílios com que cozinhas.

Ficando com o ambiente da tua casa mais limpo, tens a poluíção exterior que pode ser compensada com os passeios e tempo passado na natureza, na terra que aumenta o microbioma e a imunidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.