Publicado em Deixe um comentário

Desintoxicar a nossa casa, qual a sua importância?

Sabes que a tua casa tem mais poluição que uma via principal em Nova York?

É verdade! Quando limpamos a nossa casa com produtos tóxicos, muitos deles cancerígenos, toda essa toxicidade entra no nosso sistema. Estamos a cultivar a doença dentro da nossa casa.

E, sendo o nosso lar, devia ser um ambiente puro, livre de tóxicos.

Como é que isto acontece?

Esta toxicidade é assimilada por nós pela respiração, pelo toque, pela exposição.

Uma parte destes químicos irá diretamente para a água. Essa água, quando evapora leva consigo toxicidade para o ar e, quando desce em forma de chuva, será uma chuva poluída, poluindo, também ela própria, a atmosfera.

E este ciclo acaba por chegar aos peixes e nós consumimos peixe, chegará aos cursos de água subterrânea que vão chegar campos de agricultura, e adivinha, nós comemos esses alimentos!

Este ciclo de toxicidade atinge escalas tão grandes, que ainda nem sequer foi possível chegar ao seu fim, para saber exatamente qual a sua proporção.

Por onde podemos começar?

Podemos começar a partir da nossa casa.

Já foi provado em alguns estudos que os nossos produtos de limpeza pessoal e da casa, detergentes, champô, cremes, gel duche, cosméticos, perfumaria, ambientadores, todos eles contém muitos componentes tóxicos e cancerígenos.

É o sítio onde dormimos, onde comemos, onde os nossos filhos brincam, levam as mãos à boca, onde o nosso cão ou gato se deitam e depois vamos fazer festas. Crianças com peles atópicas e outros problemas na pele, asma, alergias, são tudo situações que pioram se estiverem em contacto com todos estes produtos químicos.

Esta toxicidade irá, também, para a terra e para a água de forma direta ou indiretamente, como falámos acima, e, assim, criam uma sobrecarga tóxica no nosso organismo.

Para uma vida menos tóxica, mais saudável, menos poluída, começamos pelo que nossos próprios consumos. Trocando os produtos tóxicos, pelos mais naturais, amigos de ambientes e ecológicos.

Até a cosmética já pode ser feita de forma natural, sem toxicidade.

Mas como fazê-lo?

O mercado faz-nos acreditar na necessidade de ter um produtos para cada superfície, cozinha, casa de banho, quartos… Depois dentro da cozinha, uma para a loiça, outro para a bancada, outro para chão. Na casa de banho, um para as loiças, outra para a sanita, para o poliban, para o chão… E nunca mais saímos daqui!

Com apenas dois, ou três produtos diferentes conseguimos que a nossa casa fique limpa e higienizada.

O vinagre, normal ou de cidra, e o bicarbonato de sódio, que se encontram com facilidade no mercado e até na nossa loja, em sacos de 500g, fazendo uma mistura na hora, são ótimos para limpeza, de quase toda a casa, numa sujidade, digamos normal, nomeadamente locais com calcário,bolor.

E no caso do bolor, lavar com vinagre e óleo essencial de limão, eliminamos não só a sujidade, mas também, o fungo. Lavar com lixívia apenas irá alimentar o bolor e, de cada vez que houver humidade, esse fungo, o bolor irá voltar também.

Basta deitar um pouco de bicarbonato ou vinagre na superfície a limpar, esperar e depois passar com um pano húmido.

Existem, no entanto, algumas misturas no caso do vinagre, que devemos ter atenção. Não misturar nem com sabão, nem detergentes, lixívia ou álcool, que juntos não funcionam para limpeza e podem ser perigosos.

Caso não se goste do cheiro, podemos juntar um óleo essencial, ao nosso gosto. Ter em atenção os óleos essenciais que mancham, por isso, o de limão, lavanda, eucalipto ou o Purification, serão os melhores.

O sabão, por exemplo, pode ser feito a partir de gorduras usadas, que são muito poluentes e, por isso fazer sabão a partir delas é uma excelente forma de eliminar este poluente da terra. Com este sabão podemos lavar a loiça, ou fazer um spray e limpar várias áreas, sem calcário.

Esta toxicidade compromete e muito o nosso sistema imunitário.

O sistema imunitário da família fica comprometido e os mais frágeis, como as crianças, bebés e animais de estimação podem ter reações imediatas!

Enquanto o teu sistema luta contra esta poluição e acumula esta toxicidade, não desenvolves a tua imunidade guerreira, para lutar contra doenças, bactérias e parasitas e várias doenças, que tendem a piorar quando expostos a este químicos.

Depois de eliminados estes tóxicos da nossas vida, e, assim, contribuirmos para uma imunidade guerreira, quando voltamos a estar expostos o nosso corpo dá sinal, não sendo confortável estar perto deles, em locais como casa de banho públicas ou outros sítios.

E é por tudo isso que devemos cuidar da nossa casa e da nossa família, fazer um detox ao nosso ambiente, à nossa pele e ao nosso corpo, e arranjar ou criar alternativas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *