Posted on

Guia para iniciantes sobre a aromaterapia

Guia para iniciantes sobre a aromaterapia

A aromaterapia tem ganho cada vez mais adeptos graças aos benefícios proporcionados à nossa saúde física e emocional. Mas, mesmo consistindo num método de terapia natural, é preciso ter algumas precauções.

Assim, para que as propriedades dos óleos essenciais sejam aproveitadas com a maior eficácia, deves estar atenta à melhor forma de introduzir a aromaterapia na tua rotina.

Pensando nisso, elaborei um guia completo para quem está a dar os primeiros passos neste universo. A seguir, vais conhecer dicas de uso e cuidados a ter em relação aos óleos essenciais.

Aromaterapia: Dicas de uso e cuidados no manuseio dos óleos essenciais para iniciantes

A aromaterapia é utilizada há séculos como ferramenta de cuidado integrativo físico e emocional. É um método terapêutico natural e a prática também permite o cultivo do bem-estar e a melhoria da imunidade.

Entretanto, o uso dos óleos essenciais requer muito conhecimento e atenção. Para que introduzas a aromaterapia na tua vida com segurança, continua a acompanhar este guia com as principais informações.

1 – Como te podes iniciar na aromaterapia?

Primeiramente é importante estar ciente de que os óleos essenciais são totalmente naturais e, por isso, são extremamente concentrados.

A primeira dica para os iniciantes é, portanto, NUNCA ingerir um óleo essencial puro ou diluído. A ingestão não vai potencializar os efeitos , é perigosa e vai sobrecarregar os teus órgãos internos de toxicidade.

Um dos métodos mais comuns de quem é adepto deste tipo de terapia é aplicar o óleo essencial na pele. Mas aqui é preciso estar atento a uma dica valiosa: não apliques o óleo essencial puro diretamente na tua pele.

A alta concentração dos substratos pode causar irritações, especialmente em peles sensíveis. Dessa forma, a recomendação é aplicar os óleos diluídos nos chamados óleos veiculares.

Estas bases consistem em óleos vegetais que amenizam o contacto do óleo essencial com a pele, sem prejudicar as propriedades. Alguns exemplos são:

  • Óleo de coco
  • Óleo de amêndoas doces
  • Óleo de avelã
  • Óleo de rosa mosqueta

Outro fator que devemos ter em consideração ao utilizar um óleo essencial de forma tópica é que alguns deles podem causar queimaduras e manchas. Isto acontece se por acaso a pele for exposta ao sol nas horas após a aplicação (fototoxicidade).

Os óleos essenciais fototóxicos mais comuns são os de laranja, limão, tangerina e bergamota. Isso acontece essencialmente devido ao seu alto nível de acidez.

Quanto à quantidade adequada de óleo a usar, esta varia de acordo com fatores individuais, como idade e peso. Porém, geralmente, inicia-se com 2 gotas diluídas num óleo veicular.

Ainda, é importante destacar que não deves cheirar o frasco de óleo essencial diretamente.

2 – Outros métodos de utilização dos óleos essenciais

Além do uso tópico, podes começar a fazer uso dos óleos em compressas. Enche uma bacia com 1 litro de água quente ou fria, e coloca uma colher se sopa de azeite ou óleo de amêndoas doces e 2 gotas de um óleo essencial.

Depois mistura vigorosamente e embebe a toalha na água. Para finalizar aplicas num local à tua escolha por pelo menos 30 minutos. Também poderás fazer uso dos óleos durante o banho.

Os banhos com óleos essenciais são incrivelmente simples, benéficos e prazerosos. No caso de banheiras, podes adicionar duas colheres de sopa de óleo vegetal com 3 a 6 gotas de óleo essencial enquanto está a ser enchida.

E a outra opção de utilização mais conhecida é através da inalação. Sendo este, o processo de absorção dos óleos essenciais através da difusão atmosférica por meio de vapor.

É uma forma muito eficiente para aproveitar as propriedades dos óleos, uma vez que as hormonas e as emoções são beneficiadas pelo sistema olfativo. Esta forma é também interessante na prevenção de patologias e promoção de bem-estar.

Sempre que possível consulta um aromaterapeuta para te dar dicas e orientações dos óleos essenciais e métodos mais indicados para ti.

Além disso, procura sempre aperfeiçoar os conhecimentos acerca da aromaterapia. Lê, pesquisa e estuda o máximo de informações. Implementa os óleos essenciais na tua rotina e transforma a saúde física, emocional e energética.