Posted on

5 dicas para gerires melhor as tuas emoções

5 dicas para gerires melhor as tuas emoções

Gerir as emoções de maneira inteligente significa canalizá-las de forma a manter o equilíbrio e a harmonia.

Assim, é possível ser uma força positiva para nós próprios e para todos aqueles que nos rodeiam. E, isso só é possível se conseguirmos evitar que o nosso mundo emocional nos retire energia vital.

Quando as nossas emoções conseguem manter-se em equilíbrio, somos mais produtivos, mais criativos e mais felizes. Nesse momento conseguimos impedir que aquilo que sentimos tome conta do que somos.

Mas, nem sempre é fácil fazer com que um turbilhão de sentimentos esteja em harmonia. Apesar disso, é possível trabalhar para que a gestão dessas emoções ocorra de maneira mais tranquila e intuitiva.

A seguir, dou-te 5 dicas que vão ajudar nesta missão, tornando-te capaz de viver uma vida com mais paz e felicidade.

Emoções: 5 dicas para impulsionar a tua inteligência emocional

A inteligência emocional é um conceito da Psicologia que caracteriza um indivíduo capaz de identificar os seus sentimentos e as suas emoções com mais facilidade.

Reconhecer e lidar com as emoções, e compreender os próprios sentimentos, permite não só melhorar o desenvolvimento pessoal, mas também o profissional.

A seguir, apresento-te 5 dicas que vão ajudar-te a gerir melhor as emoções. Assim vais poder começar a trabalhar na construção de uma vida mais harmoniosa e feliz.

1 – Entende que não existem “emoções negativas”

As emoções têm uma razão para existir. Por isso, é um erro classificá-las como positivas ou negativas. Devemos ter em consideração que existem estímulos que nos fazem experimentar determinadas emoções, e isso é inevitável.

O medo, por exemplo, é uma resposta a situações de ameaça. Se não o experimentássemos, teríamos condutas imprudentes que colocariam em risco a nossa integridade.

A raiva, por sua vez, também é uma resposta defensiva, cujo papel é preparar-nos para o ataque quando há um perigo.

Por isso, não existem emoções negativas, é apenas preciso aprender a gerir melhor os sentimentos mais intensos. Além disso, é preciso saber interpretar a mensagem que cada um deles transmite.

Estes sentimentos são um guia que nos dão um sinal de alerta quando está a acontecer alguma coisa que devemos abordar.

2 – Domina a impulsividade com exercícios de respiração

Por mais que uma pessoa seja prudente, é certo que em algum momento irá agir por impulso. E, tais atitudes, na maioria das vezes, têm consequências negativas.

Portanto, o ideal é dominar estes impulsos e emoções antes de tomar uma decisão ou dizer alguma coisa. Tenta recuperar a calma e a razão ao invés de simplesmente deixar o instinto atuar. Alguns exercícios podem ajudar neste processo.

Os mais recomendados são a respiração consciente e a meditação. O simples exercício de inspirar e expirar de forma lenta e profunda tem um poder enorme de oxigenar a mente e acalmar o coração.

Manter o autocontrolo é uma virtude que garante a contenção de excessos. Todavia, é importante lembrar que o objetivo deve ser o equilíbrio e não a supressão das emoções.

3 – Terapia de apoio com florais e óleos essenciais

Não existe qualquer problema em ter uma pequena ajuda no processo de aprender a controlar as emoções, e os florais e os óleos essenciais são perfeitos.

Tratam-se de extratos naturais cujas propriedades são curativas não só para o corpo, mas também para o espírito. Estas substâncias são capazes de aliviar sintomas de ansiedade, depressão, stress e outros que podem atrapalhar a vida.

4 – Reconhece os teus limites

À medida que adquires autoconhecimento, vais também começar a perceber os teus limites. Por isso é importante conheceres-te cada vez mais.

Além de teres a plena certeza de quais são os teus defeitos e as tuas qualidades, é preciso reconhecer que tens alguns limites.

Isso não quer dizer que as limitações sejam uma incapacidade ou uma fraqueza para ter vergonha. Pelo contrário.

Somos seres dotados de sentimentos e erramos muitas vezes, mas também estamos em constante aprendizagem.

Antes de reconheceres os teus limites, é preciso aceitares que não és perfeito, mas sim uma pessoa como qualquer outra.

5 – Procura ajuda profissional

Apesar de parecer simples, estes métodos podem não ser totalmente eficazes para aprender a gerir as emoções.

Muitas vezes, a causa do descontrolo de sentimentos possui uma origem mais profunda e difícil de ser abordada. Nestes casos, o ideal é procurar a ajuda de um profissional, como um homeopata, para iniciar a jornada em direção à cura e ao autoconhecimento.

Agenda uma consulta, e através de uma avaliação, este profissional poderá orientar-te para o melhor caminho. Este que levará ao equilíbrio e à harmonia emocional.

Ao gerires melhor as emoções com estas dicas irás tornar-te numa pessoa mais equilibrada e em paz e harmonia contigo e com o mundo. O resultado disto são atitudes sábias que levam a uma vida mais plena e feliz.