Posted on

A contracepção natural existe?

A contracepção natural existe?

A contracepção natural tem vindo a ganhar cada vez mais destaque e é usada por cada vez mais mulheres. Depois de uma curta adaptação torna-se fácil e intuitivo.

É importante fazer contracepção natural?

A saúde da mulher sofre influência das hormonas de síntese usadas na pílula e outros contraceptivos hormonais.

É importante limpar o sistema hormonal para uma saúde plena da mulher.

Como posso perceber o meu ciclo hormonal?

O ciclo da mulher é tão evidente como a chuva e sol, apenas é preciso saber identificar e interpretar os sinais.

As variáveis a ter em conta são a temperatura, o colo do útero e o muco cervical. Todas elas cientificamente estão comprovadas, e se utilizadas correctamente em conjunto a eficácia é tão alta como a da pílula anticoncepcional.

A temperatura é uma informação valiosa mas não deve ser usada como o principal meio de interpretar e registar o ciclo menstrual. A temperatura oscila durante o ciclo, subindo aquando da ovulação.

O colo do útero está, por norma, duro, fechado, e baixo. Durante o início do ciclo, gradualmente, abre-se, fica mais mole, e sobe, sendo o dia da ovulação o ponto alto. No dia seguinte volta a estar duro, baixo e fechado.

O muco cervical acompanha este processo, aumenta em quantidade, elasticidade e ganha transparência até ao dia da ovulação. No dia seguinte torna-se escasso, sem elasticidade, pegajoso e baço.

O meu corpo dá outros sinais e o meu humor altera-se, posso monitorizar estas alterações?

Todos os sinais que cada mulher entende no seu corpo são importantes, mas devem ser apenas informação adicional a acrescentar aos já falados.

São exemplo destes o humor, as sensações no útero e sistema reprodutor, aparência e sensação da pele.

A contagem dos dias do ciclo não é uma referência confiável, pode apenas ser usada como orientação para avaliar os restantes sinais.