Posted on

Como evitar os efeitos secundários das vacinas?

Ser convidada a dar a minha opinião sobre as vacinas é difícil, as vacinas são um assunto muito controverso, há muita informação não verificada, muitas yeorias da conspiração, muitas crenças sem fundamento, e pouco acesso a informação credível.

Devo ou não vacinar o meu filho?

A minha opinião de mãe homeopata, terapeuta natural, que deseja ter filhos que saudáveis e em comunhão com a natureza, vale o que vale e não deve ser usada para justificar a vacinação, ou a não vacinação.

Na minha opinião nos somos expostos a muitos químicos, a nossa imunidade está debilitada e os organismos são muito mais complexos do que há 100 anos atrás.

Por outro lado, as vacinas, do ponto de vista da homeopatia, diminuem a nossa imunidade, têm efeitos secundários, os excipientes fazem-nos mal, mas é impossível estudar o impacto que teria agora parar de vacinar todas as crianças!

vacinas_homeopatia

Como fazer homeopatia nas vacinas?

Eu acredito na vacinação a par com homeopatia, funcionam bem lado a lado: é feito um reforço das defesas naturais, prevenção dos efeitos secundários e uma desintoxicação dos excipientes para que o organismo se desembarace mais depressa dos mesmos.

Vacinas durante a gravidez?


Durante a gravidez eu levei a vacina da tosse convulsa, por ser uma doença tão perigosa para o recém-nascido pareceu-me melhor imunizar os meus filhos. Fiz também homeopatia para prevenir os efeitos secundários e para limpar organismo de seguida.

As vacinas devem ser dadas conforme o plano?

Os pais devem tomar a decisão de dar ou não todas as vacinas do plano, devem ter em consideração também o ambiente da criança, um bebé que fica em casa no primeiro ano de vida não está tão exposto como outro que vai para a creche aos 6 meses.

Eu, mãe homeopata, fiz como acreditava ser melhor

Eu dei as vacinas do plano aos meus filhos, comecei mais tarde para que eles já fossem mais resistentes, e para que eu tivesse tempo antes da primeira vacina, de tonificar o seu sistema imunitário com homeopatia.

Também o fiz mais tarde porque eles estão em casa, se fossem para a escola não teria adiado algumas vacinas, por serem doenças muito sérias para os bebés.

Dei uma só injeção de cada vez, espaçadas entre si um mês (ainda que isto não signifique que é uma só vacina, pois elas são combinadas) para o corpo deles poder recuperar completamente da exposição a todas aquelas bactérias/vírus, e eu poder ver que eles estavam mesmo bem antes da vacina seguinte.

Todas as vacinas foram dadas a mamar, para analgesia da dor.

Agora aos 15 meses ainda vamos nas dos 12 meses, mas eles nuca reagiram mal, nem sequer tiveram febre, estou satisfeita com o resultado.

No centro de saúde houve alguma resistência a todo este meu plano, mas como mãe, cabe-me a mim cuidar dos meus filhos, isso não é questionável. Alguns enfermeiros são mais receptivos que outros, e as vacinas podem ser feitas em qualquer centro de saúde.